Sua Puta!

*** Artigo retirado do blog “Sobre a Vida“, de Frederico Mattos.

Ela vendou os olhos dele. Suspirou um gemido no seu ouvido antes de tirar a venda. Ela abriu bem as pernas com cinta liga e lingerie preta diante dele. A venda caiu e veio sua reação facial: nojo + desprezo.

Ela jamais se soltaria como antes na cama com ele.

 

Existe uma fratura psicológica na mente masculina: você pode ser deliciosamente devassa na cama desde que não seja esposa dele.

Mulher para casar e mulher para comer.

Santa ou puta.

Mamãe e mulheres.

É estranho dizer mas o homem médio fantasia uma mulher em seus pensamentos masturbatórios diferente da mulher que ele leva para o altar.

A mulher da fantasia não tem limites, não tem medo de ser penetrada e de se submeter à sua dominação. Nela a mulher pode fazer senho anal sem negociação, engolir seu esperma e ter um prazer tresloucado.

A mulher para casar precisa ser convencida, vagarosamente convencida, recusar apelos mais fortes, fazer cara de virgem e pura.

Caso contrário ele pensa “com quem ela aprendeu tudo isso?” ou “será que ela faz isso só comigo?” ou ainda “quanta vulgaridade, será que devo confiar meus filhos à ela?”

Você está em dúvida se isso é real? Tente levar seu namorado ou marido ao limite da loucura e agir como uma mulher livre e desimpedida. Ele vai suar frio, parecer que gosta, mas vai se assustar.

Explicação psiquica para isso. A mãe é o primeiro objeto de amor e desejo do filho. No momento que ele se dá conta que a mãe é uma mulher precisa administrar essa sensação incômoda. Divide a mãe em duas. A primeira é assexuada, pura, virgem e imaculada. A segunda é aquela que pertence ao seu pai, impura e que ele passa a projetar nas outras mulheres. Daí nasce a Santa e a Puta.

Se uma mulher dificulta suas investidas ela é confiável, se cede no primeiro encontro ela é uma vagabunda. Estranho dizer, mas uma mulher que tem a liberdade de oferecer o que ele deseja tem menos valia.

Por isso essa grande hipocrisia coletiva entre homens e mulheres. Ambos poderiam transar na primeira noite, se apaixonar e casar por longos anos. Mas a mulher precisa fingir que não tem desejo para não ser associada com algo vulgar e falso.

Alguns homens vão rebater dizendo que adorariam que suas mulheres fossem mais soltas na cama.

Foto: Reprodução

Texto de: Frederico Mattos, psicólogo e blogueiro do “Sobre a vida”

Enviado por: Rúbia Gondim

😉

Anúncios

Sobre Alto do Salto

Somos muitas e, ainda assim, uma só.
Esse post foi publicado em Papo de salão e marcado . Guardar link permanente.

3 respostas para Sua Puta!

  1. Lucia Freitas disse:

    e eu achando que ia ter post sobre o coração hoje!!! kkkk
    beijo Rúbia

  2. Então quer dizer que você acompanha o papo de salão? *-*
    Ó, essa semana vai sair um quentinho, na quinta, e tenho certeza que muitas meninas se identificarão… rs
    Beijinho ;*

  3. Antonioni Almeida disse:

    Esse post é totalmente sem sentido!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s