Chegar atrasado é um hábito cultural

Diz a regra dos bons costumes que chegar no horário marcado é questão de educação. Mas, hoje vou apresentar minha desculpa esfarrapada justificativa antropológica para provar que atrasos são culturais.

Os ingleses são conhecidos por sua pontualidade, mas em nada tem a ver com educação. Veja bem, quando o relógio foi aperfeiçoado e fizeram sua versão de bolso – isto no século XIV – poucos podiam tê-lo, pois era caríssimo; na época era considerado uma jóia e se tornou símbolo da aristocracia. Chegar aos compromissos pontualmente significava que você tinha um relógio, logo, que você tinha (muito) dinheiro.

Quando a corte portuguesa veio ao Brasil, no início do século XIX, as missas só começavam após a chegada dos nobres à igreja, que por sua vez só saiam de seus aposentos após ouvirem as badaladas do sino, que era o “aviso” ao povo de que a celebração estava prestes a se iniciar.

Culturalmente, no Brasil, chic é ser inteligente chegar atrasado! Ok, só não faça isto no trabalho, a menos que queria ouvir um “está demitido!” em alto, pontual e bom som.

Agora deixa eu ir, que minha amiga está me esperando! FUI!!!

Foto: Reprodução

Enviado por: Rúbia Gondim

Anúncios

Sobre Alto do Salto

Somos muitas e, ainda assim, uma só.
Esse post foi publicado em Curiosidades e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s